Lagarta ataca agricultura da Guiné-Bissau

Membros, Noticias

A praga está afectar, sobretudo, as culturas de milho, mas a presença do verme faz-se sentir noutras plantações, de norte a sul do país.

De acordo com as autoridades guineenses, não há antídoto para o combater, sendo resistente, na fase de borboleta, aos insecticidas tradicionais.

A lagarta, denominada do Outono, é originária da América do Sul, tendo sido detectada na Guiné-Bissau, no ano passado.

Leia a notícia completa aqui.

Deixe uma resposta