ACOBES celebra o Dia do Consumidor

Membros, Noticias

Caros consumidores guineenses, o dia 15 de Março é celebrado em todo mundo sob o lema VIVAM OS DIREITOS DE CONSUMIDORES! A Guiné-Bissau igualmente celebra com base do seu contexto económico, cultural e social este grande dia de reflexão dos direitos de consumidores, num momento particular, de ausência de interlocutor válido que possa garantir premissas de respeito dos direitos de consumidores violados sistematicamente no país.

Constata-se que ao longo de ano passado, 2018, houve aumento de preços dos produtos alimentares em cerca 2,9 % principalmente no peixe, carne e legumes. Outrossim, observou-se o aumento de 3,0%, no tocante as rendas de casas, água, luz, gáz, e carvão de cozinha lamentavelmente. Tudo isso, constitui um fardo muito pesado sobre o consumidor já carenciado, limitadíssimo e desequilibrado no seu poder de compra, abarcando o grosso dos consumidores na qualidade dos trabalhadores que enfrentam a vida difícil com um honorário miserável.

Recentemente, os consumidores citadinos de Bissau começam ser fornecidas a energia eléctrica produzida por combustível fuel a partir de um barco ¨Kar Power¨, visando redução de custo de produção, mas ainda persiste a tabela do preço de venda de energia ao consumidor final deste bem precioso, base do desenvolvimento do capital humano e infra-estrutural.

No âmbito da Iniciativa dos estados-membros da Organização da Valorização de Rio Gâmbia (OMVG), espera-se o abastecimento de corrente eléctrica proveniente da barragem de Kaléta da vizinha Republica da Guiné, colmatando a carência de luz e dinamização da vida económica e social às populações das zonas rurais, estando prestes arranque das obras de construções de 4 postos de transformações e /ou interconexões para a recepção da energia aos consumidores de região de Tombali, Bafatá, Oio e Bissau inclusivamente.

Caros consumidores, a reflexão de modo do consumo no dia em que se celebra o dia Mundial dos Direitos de todos nós enquanto consumidores, é uma ocasião oportuna de não perder de memória a frustrante serviços prestados pelas empresas do sector de telecomunicações no concernente as falhas das redes e demora da internet, e comunicação deficitária por telemóveis a nível interno e externo da Guiné-Bissau.

Para terminar, exortamos a todos consumidores para que unamos em torno de revindicações dos nossos direitos e protecção da nossa saúde e economia escassa.

Bissau, 14 de Março de 2019. –
A Direcção da ACOBES,
Fodé Caramba Sanhá

Deixe uma resposta