Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza

Noticias

Comemora-se, nesta quarta-feira, 17 de outubro, o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza no Mundo, que, este ano, tem como tema: “Junto aos mais distantes, construir um mundo inclusivo de respeito universal dos direitos humanos e a dignidade”.
Esta data tem como objetivo consciencializar a sociedade e os governos de todo o mundo para o elevado número de pessoas que ainda vivem em extrema pobreza, expostos à miséria, fome crónica e violência.

Foi o Padre Joseph Wresinski quem, em 17 de outubro de 1987, tomou a iniciativa pública de denunciar a miséria e a exclusão como atropelos aos direitos humanos. Em 1992 a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, decretou-a como efeméride internacional.

A pobreza extrema é considerada um crime contra os Direitos Humanos, e todos os governos devem assegurar que os seus cidadãos vivam com qualidade de vida e dignidade. De acordo com dados da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), mais de 840 milhões de pessoas, em todo o planeta, passam fome excessiva.

A erradicação da pobreza e da fome é um dos oito objetivos do “Desenvolvimento do Milénio”, definidos, no ano 2000, pelos 193 países membros da Organização das Nações Unidas.

Embora a pobreza mundial, desde os anos 90, registe uma grande diminuição, fixando-se atualmente na taxa de 21%,  ainda há muito a combater, especialmente no continente africano.
Entre os dez países mais pobres do mundo encontramos  República Centro-Africana, República Democrática do Congo,  Malauí,  Libéria,  Burundi, Níger, Moçambique, Eritreia, Guiné e Madagáscar.

Esta efeméride é uma oportunidade para refletir sobre aqueles que vivem em pobreza e reconhecer a sua coragem. “O desenvolvimento sustentável não deixa ninguém para trás”, afirmou o secretário geral da ONU, António Guterres.  

Deixe uma resposta