Venda abusiva nos aeroportos

Membros, Noticias

Quem nunca foi abordado por vendedores de revistas em aeroportos? Com muita lábia e promessa de brindes, o consumidor pode acabar comprando o que não quer, gastando mais do que pode nesse tipo de situação.

A aproximação está cada vez mais refinada, os promotores oferecem até ajuda com bagagens.

Mas não se deixe enganar, a generosidade é um meio de te fazer gastar mais por produtos que você nem tem tanto interesse. Evite sempre passar informações e dados pessoais para desconhecidos.

Na dúvida, prefira os canais tradicionais para assinar publicações, como os sites e telefones destinados a essas transações.

O Código de Defesa do Consumidor prevê o direito de cancelar em até sete dias contratações como essa por ser fora do estabelecimento comercial.

O problema é que esses vendedores se aproveitam de um momento em que o consumidor está saindo em viagem e ele só se dá conta da contratação quando chega fatura do cartão de crédito.

Artigo de Maria Inês Dolci

18.06.2018

Deixe uma resposta