Venda fracionada de medicamentos no Brasil

Membros, Noticias

A venda fracionada de medicamentos continua sendo apenas uma boa ideia que não sai do papel.

Sua adoção traria pelo menos três benefícios importantes: economia, pois o paciente compraria exatamente a quantidade prescrita pelo médico; redução da automedicação, evitando que “sobras” de comprimidos e drágeas fossem utilizadas sem consulta médica prévia, e fim de estoques domésticos, sempre sujeitos a acidentes de consumo, que ameaçam principalmente as crianças.

Leia aqui a coluna de opinião redigida por Maria Inês Dolci e publicada no jornal Folha de São Paulo.

Deixe uma resposta