Natal festejado também é Natal poupado!

dossiês especiais

Construa com os seus filhos presentes especiais para os amigos e familiares mais próximos. Nem sempre os presentes mais caros têm mais valor. Um artigo feito com carinho e dedicação tem sempre um significado especial para quem recebe. Natal festejado também é Natal poupado!

Este ano ajude os seus filhos a fazer presentes para pessoas especiais, como os Avós, que, certamente, ficarão encantados por receber presentes únicos, artesanais, construídos com muito carinho pelos petizes. Não é necessário ser um grande artista plástico, nem mesmo um mestre de bricolage. Use a criatividade e deixe a imaginação voar. Conte com os mais pequenos nessa parte do plano, pois, no que toca à criatividade, eles são autênticos especialistas! Com as dicas da CONSUMARE conseguirá economizar e celebrar as Festas com o seu orçamento equilibrado. Natal festejado também é Natal poupado

Pode, por exemplo, num pedaço de argila calcar a mão ou pé do seu filhote. Esta obra de arte depois de seca poderá ser pintada, resultando num presente único e especial. Oferecer fotografias em molduras enfeitadas pelas crianças e jovens poderá ser outra ideia vencedora. Ou ainda, confecionar com os mais pequenos biscoitos, bolinhos ou outras doçuras, cujo ingrediente secreto é o amor, pode fazer toda a diferença.

A juntar à oferta, o seu embrulho personalizado é outro “truque” para enriquecer o presente. Poderá reciclar caixas de cereais, pacotes de leite, frasco de conservas e outros recipientes, forrando ou pintando com motivos natalícios, ou ser ainda mais ousado e fazer os embrulhos com folhas de jornal, reciclando jornais antigos que tem por casa. Além de poupar o ambiente vai poupar a carteira também.

Estes pequenos mimos personalizados significarão muito mais para quem o recebe, sobretudo familiares mais próximos, sendo uma maneira eficaz de reduzir as suas despesas com o consumo natalício. Não nos podemos esquecer que este é um ano atípico em termos económicos, com um valor de inflação como não se registava há 30 anos. Se continuarmos a consumir na mesma medida de que em anos anteriores, estaremos a dar à economia o sinal de que existe muita procura de artigos, logo os preços manter-se-ão altos.

Sem pretender beliscar o espírito de Natal, a nossa Organização aconselha a que seja contido e prudente nos seus gastos. Conseguir manter o orçamento equilibrado e até poupar é manter a alegria natalícia ao longo do novo ano. Não se esqueça de que Natal festejado também é Natal poupado!

Deixe um comentário