Combate à pandemia da Covid-19 modifica o comportamento nas compras

dossiês especiais, Membros, Noticias

Para combater a pandemia covid-19 o cidadão tem de adoptar novos comportamentos. Uma das medidas principais, além de ficar em casa o máximo de tempo possível, é evitar aglomerações, para que se cumpra a recomendação de distanciamento social, essencial para prevenir o contágio.

Esta recomendação modifica os nossos hábitos de compra. O consumidor continua a poder deslocar-se ao supermercado, mercado ou bazar, mas tem de adotar medidas de precaução.

Procure fazer as compras em alturas de menor afluência, embora estes períodos sejam difíceis de prever. Tente manter-se a, pelo menos, um metro de distância das restantes pessoas, tanto no interior do supermercado, como no exterior, se houver fila para entrar. Lembre-se de que é possível estar infetado e não apresentar sintomas.

As autoridades de saúde não obrigam à utilização de luvas, mas insistem na lavagem das mãos, durante 20 segundos, antes de sair de casa e logo que chegue. Os carrinhos de compras, cestos e os puxadores das portas e das refrigeradores podem ser um foco de contaminação. Se tiver de os utilizar, tente fazê-lo só com uma mão, a contrária à que normalmente usa (esquerda, no caso dos dextros). Assim, se, inadvertidamente, levar a mão (tendencialmente, a direita) à cara, olhos ou nariz, há menos risco de contaminação.

Não fique dentro da zona comercial mais tempo do que o necessário e apenas toque nos alimentos que vai comprar. Mantenha a distância recomendada dos vendedores e empregados, no interior do estabelecimento e no local de pagamento, para segurança de todos.

Se tiver cartão bancário, opte por pagar as compras dessa forma. Se tiver de pagar com dinheiro, evite, ao máximo, o contacto com o vendedor ou empregado, tendo o cuidado, por exemplo, de não lhe tocar nas mãos.

Se puder comprar à distância, encomendando pela internet ou via telefone, é uma boa opção. Contudo, é preciso ter atenção que os prazos de entrega são muito alargados. Tal como na zona comercial, convém manter a distância de quem faz a entrega.

Vamos vencer esta crise pandémica!

Deixe uma resposta