TANE pede a intervenção do Governo no preço dos combustíveis

Noticias, TIMOR-LESTE

A TANE Konsumidor e o Fórum da Organização não Governamental de Timor Leste – FONGTIL pediram ao Governo Timorense que criasse, com urgência, legislação que regule o preço dos combustíveis.

Em conferência de imprensa conjunta, a TANE avançou com esta recomendação justificada pela séria crise de combustíveis que se vive, não só em Timor Leste, mas a nível mundial, provocada pela acentuada subida dos preços. Quer a TANE, quer o FONGTIL, defenderam a importância de uma intervenção eficaz do Estado para minimizar os efeitos dessa crise enfrentada pelos consumidores .

António Ramos, presidente da associação timorense de defesa do consumidor – TANE, deixou bem claro o problema suportado pelos cidadãos de Timor. O preço de venda do combustível varia, actualmente, entre os 1,50 e os 1,60 dólares, valores que não se coadunam com o nível de vida da maioria dos consumidores. Assim, considera a TANE que é urgente a adequação dos preços dos combustíveis ao rendimento médio dos timorenses.

O presidente da Associação apelou ainda ao Governo que garanta um preço justo, tal como previsto na legislação em vigor, sendo que esse apelo se justifica plenamente pela ausência de regulamentação que permita às autoridades competentes, a Timor Gap e a Autoridade Nacional do Petróleo, proceder à regulação e supervisão dos preços dos bens e serviços.

Mais uma vez, a TANE marca presença junto das autoridades oficiais do seu país, revelando-se como a voz de todos os consumidores.

Leia aqui o artigo na íntegra.

Deixe uma resposta