Junho oferece-lhe 4 workshops sobre os direitos dos consumidores migrantes

Noticias, Projecto Direitos Consumidores Migrantes

Dizer não a contratos abusivos e vendas agressivas, garantia e reparação dos produtos e serviços públicos essenciais – telecomunicações, energia e água – são os temas de junho do projecto Os Direitos dos Consumidores Migrantes a que pode ainda assistir. Porque espera? Junte-se a nós.

direitos dos consumidores migrantes

Os workshops realizam-se semanalmente, com a duração de 3 horas, coordenados pela equipa de formação da DECO. As sessões de formação iniciaram a 19 de Maio e prolongam-se até 22 de Setembro. Ao longo deste mês de junho, os participantes poderão acompanhar os workshops a realizar dias 09, 16, 23, e 30 (consulte o horário dos workshops). Serão debatidos temas do quotidiano de todos os consumidores, nomeadamente a importância de recusar contratos abusivos, conhecer o período de garantia dos bens e o seu direito à reparação de danos, bem como saber contratar os serviços públicos essenciais. Com estas ações, a CONSUMARE pretende capacitar as equipas das associações parceiras na área dos direitos dos consumidores migrantespromovendo o apoio e informação dos seus membros associados e comunidade, salvaguardando a sua inclusão e uma cidadania ativa e participativa no país de acolhimento, Portugal.

Os Direitos dos Consumidores Migrantes é um projecto da CONSUMARE, com o apoio do Fundo do Consumidor Português e a parceria da DECO, que se destina a dirigentes e colaboradores de associações de migrantes de Países de Língua Oficial Portuguesa e outras em trabalho de proximidade com essas comunidades migrantes em Portugal. O projecto contempla 3 ações principais: ciclo de workshops – a decorrer no presente; produção e edição de Guia dos Direitos do Consumidor Migrante; Ação de informação (Ação Ongoing) a executar pelos parceiros para as suas comunidades.

Ficou interessado nos temas preparados para os workshops? Trabalha com ou para comunidades migrantes e gostaria de participar? Ainda é possível inscrever-se. Contacte-nos. Juntos somos mais fortes!

Deixe uma resposta